Configurando o WebCenter 11g PS3

Se você instalou alguma das versões anteriores do WebCenter Suite (11g PS1 e PS2), deve se lembrar que a configuração do Spaces poderia ser um pouco… complicada… principalmente o registro dos serviços, como Discussions, UCM, Wiki, portlets etc. Era necessário criar uma wallet, um certificado, incluir o certificado na wallet, registrar a wallet, etc, etc, etc.

Pois bem, fico feliz em informar que o processo de configuração destes serviços no WebCenter foi automatizada no WebCenter 11g PS3. Se você seguir alguns passos simples, que irei descrever neste post, o Spaces faz tudo sozinho!

Claro que estes passos não são recomendados para ambientes de produção (e, se você for instalar em produção, deveria estar lendo a documentação, não um blog!). Este post também não tem a intenção de ser um guia completo de instalação do WebCenter, por isso, você precisa seguir os seguintes passos. OBS: Os produtos mencionados estão disponíveis para download neste link.

1 – Instalar um banco de dados certificado para o WebCenter Suite PS3. A matriz de certificação está disponível neste link. No meu ambiente, eu instalei o Oracle Enterprise 11gR2.

2 – Fazer o download do RCU 11.1.1.4 e executar o arquivo /rcuHome/bin/rcu.bat. Criar os schemas para WebCenter Suite e Enterprise Content Management, no mínimo.

3 – Instalar o WebLogic Server 10.3.4. Não execute o Quick Start ao final da instalação

4 – Instalar o WebCenter Suite 11.1.1.4. Não execute a configuração ainda.

5 – Instalar o Enterprise Content Management Suite. Não execute a configuração ainda.

Muito bem, agora temos um banco pronto para uso e (quase) todos os produtos instalados. Vamos partir para a configuração.

– Execute a configuração do WebCenter primeiro, executando o arquivo %Middleware_Home%\Oracle_WC1\common\bin\config.cmd. Se você estiver no Windows, pode também usar o Menu Iniciar (Programs –> Oracle WebCenter 11g – Home1 –> Configure Application Server

– Selecione a opção “Create a New Weblogic Domain”

– Marque apenas os componentes do WebCenter. Mais adiante iremos estender o domínio para incluir o UCM.

image

– Prossiga no assistente até a tela de configurações opcionais. Nesta tela, marque as opções Administration Server; Managed Servers, Clusters and Machines e Deployments and Services.

image

– Agora vem o grande segredo: o campo Listen Address deve ser especificado com o hostname do servidor. Não pode ficar em branco ou ser definido como localhost ou “All Local Addresses”. Neste caso, o hostname do meu servidor é bpmwebcenter.br.oracle.com.

image

– O mesmo deve ser feito com os Managed Servers de cada componente.

image

– Na tela Configure Machines, crie uma máquina com o listen address definido para o hostname do servidor.

image

– Em seguida, mova todos os Managed Servers para a nova máquina

image

– Prossiga até o final do assistente e o domínio será gerado. Agora, para que o Spaces registre automaticamente os serviços, todos deverão estar no ar quando o Spaces subir. Por isso, ele deverá ser o último a ser iniciado (isso é importante!). Vamos iniciar os serviços em uma ordem certa. Para isso, iremos precisar de um prompt de comando para cada serviço que iremos iniciar (isso é necessário para o registro dos serviços no Spaces; para o dia-a-dia, você pode usar o Node Manager para iniciar estes serviços pela Web).

– Inicie o Admin Server do WebCenter. Isso pode ser feito via Menu Iniciar do Windows, ou através do comando:

%Middleware%\user_projects\domains\wc_domain\bin\startWebLogic.cmd

OBS1: No meu ambiente, o nome do domínio é wc_domain

OBS2: O Admin Server estará no ar quando a seguinte mensagem for exibida no prompt:

<Notice> <WebLogicServer> <BEA-000360> <Server started in RUNNING mode>

OBS3: Não feche a janela do prompt, pois isso tiraria o WLS do ar.

– Abra um novo prompt e inicie o Managed Server dos Portlets, através do comando:

%Middleware%\user_projects\domains\wc_domain\bin\startManagedWebLogic.cmd WC_Portlet

Novamente, aguarde a mensagem “Server started in RUNNING mode”.

– Repita o procedimento acima para iniciar os Managed Servers de Discussão, Utilities e o Spaces:

%Middleware%\user_projects\domains\wc_domain\bin\startManagedWebLogic.cmd WC_Collaboration

%Middleware%\user_projects\domains\wc_domain\bin\startManagedWebLogic.cmd WC_Utilities

%Middleware%\user_projects\domains\wc_domain\bin\startManagedWebLogic.cmd WC_Spaces

Lembre-se de iniciar o Spaces somente quando todos os outros serviços estiverem “started in RUNNING mode”.

– Uma vez que todos estejam no ar, incluindo o Spaces, vamos acessar o Enterprise Manager através do endereço:

http://servidor:7001/em

– No Enterprise Manager, expanda as pastas WebCenter –> WebCenter Spaces e clique no link webcenter 11.1.1.4.0. Nesta página, clique no menu WebCenter –> ADF –> Configure ADF Connections

image

– Podemos ver que as conexões com o servidor de Discussions e com os sample portlets foram automaticamente criadas. Agora iremos criar a conexão com o Analytics.

– Clique novamente no menu WebCenter e selecione a opção Settings –> Service Configuration

– Clique na opção Analytics & Activity Graph e clique no botão (image)

– Defina o nome como Analytics e marque as duas caixas de opção. Mantenha o Messaging Mode como Unicast, defina o Collector Host Name com o hostname do servidor e a porta como 31314.

image

– Derrube todos os Managed Servers (basta executar Ctrl+C no prompt) e o Admin Server. Agora iremos configurar o UCM.

– Execute a configuração do ECM, executando o arquivo %Middleware_Home%\Oracle_ECM1\common\bin\config.cmd. Se você estiver no Windows, pode também usar o Menu Iniciar (Programs –> Oracle ECM 11g – Home1 –> Configure Application Server

– Desta vez, selecione a opção “Extend an Existing WebLogic Domain” e, na tela seguinte, selecione o domínio do WebCenter

– Selecione apenas as opções “Oracle Universal Content Management – Content Server” e “Oracle Universal Content Management – Inbound Refinery”

image

– Na tela seguinte, configure apenas a conexão de banco para o UCM, pois as demais já estão configuradas.

– Na tela Configure Managed Servers, defina o Listen Address com o hostname do servidor

– Na tela Assign Servers to Machines, adicione os dois novos managed servers (IBR e UCM) na máquina que criamos anteriormente.

– Após fechar o assistente, inicie o Admin Server e os managed servers do UCM e do IBR

– Acesse o UCM via http://localhost:16200/cs

– Preencha os campos para terminar a configuração. Defina o Server Socket Port como 4444

image

– Clique em Submit. Acesse o Inbound Refinery pelo link http://localhost:16250/ibr

– Todos os campos necessários já deverão estar preenchidos. Clique em Submit e reinicie os dois Managed Servers (UCM e IBR)

– Acesse o UCM, expanda a tab Administration e clique em Admin Server

– Habilite os seguintes componentes: DynamicConverter, DBSearchContainsOpSupport, SiteStudio, SiteStudioExternalApplications, DesktopIntegrationSuite, DesktopTag, FolderStructureArchive, Folders_g.

– Clique no botão Update e em seguida em OK. Na tela de retorno, clique no link Advanced Component Manager, na lista de Disabled Components, selecione o componente RoleEntityACL e clique em Enable.

– Acesse o IBR, expanda a tab Conversion Settings e clique no link Third-Party Application Settings.

– Clique no botão Options abaixo de General OutsideInFilterOptions e defina o path das fontes. Caso esteja trabalhando com Windows, o caminho é c:\windows\fonts

– Clique em Update e feche a janela. Expanda a tab Administration e clique em Server Admin. Habilite o componente PDFExportConverter e reinicie os dois managed servers.

– Uma vez iniciado o UCM, é necessário configurar algumas funcionalidades:

– Site Studio: Set Default Project Document Information, Set Default Metadata for Web Site Assets, Configure Zone Fields. Para informações sobre esta configuração, acesse este link.

– Full Text Search: verifique a configuração do motor de busca e reconstrua os índices, seguindo a documentação.

– Inbound Refinery: defina a conversão para PDF e crie o provider para o IBR.

– Finalmente, no UCM Server Admin, habilite o componente WebCenterConfigure

– Reinicie o UCM. Caso tenha memória suficiente, inicie os serviços do WebCenter também. Inicie o Spaces por último.

– Após iniciar o Spaces, acesse o Enterprise Manager, e a tela Service Configuration.

– Dentro de Content Repository, podemos ver que a conexão com o UCM foi criada. Agora precisamos ver o Application Name que foi definido para esta conexão. Para isso, selecione a conexão e clique em Edit.

image

Podemos ver que o nome usado foi WebCenterSpaces.

Finalmente, precisamos definir as permissões de ACL no UCM. Para isso, acesse o Admin Server do UCM e clique no link General Configuration.

No campo Additional Configuration Variables, insira os seguintes valores:

UseEntitySecurity=1
SpecialAuthGroups=PersonalSpaces, WebCenterSpaces

OBS: O nome WebCenterSpaces deve ser igual ao nome usado na conexão com o UCM.

Reinicie o UCM.

Pronto! Agora o Spaces estará com os serviços registrados. Crie um grupo com os serviços e faça um teste.

This entry was posted in WebCenter. Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s